sábado, 13 de maio de 2017

Nós os Dois e o Mar

O mar mar envolve tudo            
Eis o nosso Mar!
e nossa vida foi passada no mar
depois veio a terra
e com ela a amargura dos instantes

Anos passaram
e tornaram a passar
e depois vieram os sonhos
fáceis de manipular
e a noite se apresentou
nebulosa e se calou

E estamos perplexos a esperar
O Final da noite
E a Esperança do dia!


Maria luísa Adães



Por um tempo vou estar ausente 
daquele tempo
Em que estive, vagamente presente!

Com toda a minha ternura
vos digo Adeus
e vos deixo a minha Esperança de voltar!


Maria Luísa Adães


Visualizações :  159

quarta-feira, 26 de abril de 2017

ILUSÂO

Tão perto                                                                        
Mª. Laís Fett/ Rio Grande do Sul, Brasil

tão longe de ti 
e de mim.

A lágrima caiu
eu a escondi
longe de ti

E se alguém vê
a lágrima que escondi
longe de ti

Caminho isolada
desnudada, desamparada
a noite é silente
para quem ama
a ilusão se repete e toma ares de gente
espíritos velozes passam por mim
Me desconhecem

Eu subo ao palco
represento minha peça
saio na ilusão do viver
e do esperar
o canto de meus versos
repetidos por essa ilusão

E de novo te encontro
depois de te ter perdido!


Maria Luísa Adães



Visualizações : 261

sábado, 8 de abril de 2017

POETA Eu sou

A alma do poeta me sensibilizou
me tocou bem fundo
no mar encapelado
De tudo que passou                
Maria Luísa


Estamos no meio da tarde
se aproxima lentamente a noite
e eu sinto em ti
um medo forte
De não seres assim tão forte

Procura a hora do entardecer perfumado
e o silêncio de intimo fogo ardente
Abre as janelas fluorescentes
pintadas
pelo acender dos clarões
Da noite fechada

É um final de dia
onde a cor predomina
Num amor ausente

Que o futuro
Não nos seja indiferente!


Maria Luísa Adães


Visualizações :  406

quinta-feira, 23 de março de 2017

APENAS EU

Internet/ Salvador Dalí
Despida de cansaços
de dores e amarguras
eu flutuo no espaço nua

Numa outra dimensão
Eu vivo
enquanto escrevo

Sinto no ar a diferença
o mar tomou a cor do infinito
as águas mais azuis e frias

As nuvens correm
minúsculas e brancas
e eu canto louvores ao tempo

Que procuro mais
se nada encontro igual
a este instante de ritmo diferente

Me enliei em ti 
dei voltas e voltas
para me libertar de ti

E o momento se tornou suspenso
quando caminho na terra
e atenta fico ao caminhar do tempo

O triste é verdadeiro
misterioso e sublime
quando entra nos redemoinhos do passado
e caminha nas estradas do presente!


Maria Luísa Adães


Visualizações :    491

terça-feira, 14 de março de 2017

HOJE

Hoje havia estrelas no infinito                  
Selke Leon/ Facebook

naquele tempo abstracto
misturado com o instante presente

Hoje um poeta dizia
que escrever é uma vontade
e também um caminho solitário

Hoje deixei de estar triste
esqueci a indiferença
e fiquei livre

Hoje idealizei amor
no caminho do mundo
e gostei

Hoje contigo acreditei
no final da saudade

Hoje deixei o errante
e procurei amantes e poetas
e dancei, cantei
Num mundo diferente

E amanhã...

Não sei!


Maria Luísa Adães


Visualizações :  402

sexta-feira, 3 de março de 2017

E Voltei

Olhei e rolei no Universo
Pintado de vermelho e negro

Olhei astros, estrelas desconhecidas
e a solidão do contraste
encontrei vozes que reconheci
falei mas elas se calaram
talvez me conhecessem
e sentissem saudades desta voz
Junto a uma estrela brilhante        
Muito belo e desconheço o autor! De qualquer forma, agradeço!

Maria Luísa Adães

quieta, pálida
dorida fiquei

Minha Ilha cintilava
eu estava longe
meu amor chorava o abandono
eu o chamava
tudo inútil e distante
olhei o cimo 
e à transparência
Vi um trono onde alguém se sentava
e chorei lágrimas que caíam
e desfaziam o vermelho e o negro

Só eu sofria
Só eu escurecia no frio da noite

E Voltei!,,,


Maria Luísa Adães


Visualizações :  587



sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

NÃO OUÇO AS VOZES

Hoje não ouço as vozes                
Margaridas Orientais/ Internet

vou sem rumo
tão grande o mundo
e países tão distantes

Hoje não ouço as vozes
As vozes daquele tempo

Que te vou dizer
se me interrogas
acerca de tudo?

Conheço as sombras
conheço as luas
conheço assombro
conheço o amor
e cubro minha nudez
com esse amor
te beijo
te abraço 
te amo
te desejo
te quero
Me perco em teus braços 

A fogueira acendeu
e ardo em teus braços
no teu desejo de meus abraços
e quando a apagar
apago o amor
e perco uma vida
e torno a ouvir as vozes
Daquele tempo

Mas hoje não
Hoje és tu e eu!...


Maria Luísa Adães


Visualizações :  597

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

TE AMO

Internet/ Botticelli





















E finalmente eu venho
Tenho permissão de ser quem sou
Na minha última solidão!


Maria Luísa Adães


Visualizações :  649

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

LIVRO DE CANTOS

SELKE LEON/ MURCIA


LIVRO de CANTOS
Século XII

Hildesheim/ ALEMANIA



A ALMA DO SONHO CHEGAVA
AS PORTAS DE OURO SE ABRIAM
E OS ANJOS CANTAVAM!...



MARIA LUÌSA ADÂES




Visualizações :   599



sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

BELEZA

SELK LEON/ MURCÍA!Espanha
Junto a ti me lembro
o que devia dizer
E não digo
o que devia fazer
E não faço

Mas feliz me senti
Ao encontrar-te
tão perto de mim!...


Maria Luísa Adães


Visualizações  :     807

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Ano Novo Feliz/São Paulo/BRASIL/ 2017


Maria Luísa/Gabriela/ Brasil



E assim
 reconstruimos o mundo

Em que vivemos
Em que escrevemos


Maria Luísa Adães
Gabriela


Visualizações :   916